Sobre mi

Mª del Mar nasceu na Espanha na cidade de Huelva em janeiro de 1971 e foi criada em Palos de la Frontera. Morou na Espanha até 1994. Costumava dizer que o sangue espanhol corre nas veias, mas seu coração é português. Ela é Psicóloga Clínica e Psicoterapeuta Somática em Biossíntese. Desde muito cedo foi fascinado pela Psicologia, Medicina e Arte. Iniciou seus estudos no Conservatório Superior de Música, onde permaneceu até o início da carreira em Psicologia. Desde então tem se dedicado totalmente ao estudo da Psicologia, da Psicoterapia e da Medicina Natural. O seu interesse por estas disciplinas leva-a a contactar várias áreas da Psicoterapia e Medicina Natural e Energética, Psicodrama, Gestalt, Terapia de Família, PNL, Naturopatia, Osteopatia e sem dúvida Biossíntese, a sua grande Inspiração, tendo recebido treino directo de David Boadella, criador desta modalidade. Ela tem servido casais e grupos por 20 anos, também fazendo sessões individuais. É professora, palestrante e facilitadora de oficinas de Psicoterapia Corporal. É Treinador Sênior Internacional em Portugal, Espanha, República Tcheca, Israel e Brasil, entre outros países. É diretora do CPSB, Centro de Psicoterapia Somática em Biossíntese para Portugal e Espanha, com sede em Lisboa. Foi presidente da APPC, Associação Portuguesa de Psicoterapia Corporal, entre 2013 e 2016, pertence à comissão científica da FEPPSI, Federaçao Portuguesa de Psicoterapia, para além de ser delegada nacional para Portugal da EAP, Associação Europeia de Psicoterapia.Vive na capital portuguesa com o marido e três filhos.

Ser psicoterapeuta, principalmente psicoterapeuta corporal, implica uma grande demanda. O psicoterapeuta corporal tem que estar continuamente se observando, pois seu corpo também é um instrumento de trabalho que fornece muitas informações sobre o que está acontecendo e sobre a forma como se deixa afetar pelo que acontece no gabinete, no que diz respeito ao o cliente. O psicoterapeuta deve saber mover, tocar, posicionar, entrar em ressonância, distinguir o que é seu e pode vir a “contaminar” o que é do cliente. Você tem que saber cuidar do seu tom de voz, seus gestos e sua aparência. Tudo pode afetar o outro.

É um quadro muito diferente do que Laura experimentou quando era apenas psicóloga clínica. Quanto mais você avança em sua carreira, mais percebe que o aprendizado é infinito e que a evolução deve ser constante.

Apresentação do Livro


Mais sobre o autora